m.pocaricaonline.com (versão mobile)
Facebook Twitter RSS
Bem-vindo
  Skip Navigation Links  
   
  Serviços
  Frase do dia
PocaricaOnline.com
  Links Regionais
  Publicidade
Publicidade no PocaricaOnline.com
Contacte-nos!
  Scan
  Visitantes
Notícias > Região
INOVA-EM não vai cobrar valor da água usada pelos clientes no combate aos incêndios em Cantanhede
A INOVA-EM não vai cobrar aos clientes o custo da água anormalmente consumida para fazer face aos incêndios que assolaram o concelho de Cantanhede nos dias 11, 12 e 13 de agosto e 15 e 16 de outubro deste ano, bem como os valores de águas residuais urbanas (saneamento) e de resíduos urbanos indexados aos consumos efetuados para esse fim.

A decisão foi tomada pelo novo Conselho de Administração da empresa municipal em 25 de outubro, na sua primeira reunião depois da tomada de posse, partindo do reconhecimento de que, “tendo os meios de proteção civil sido manifestamente insuficientes para responder a todas as situações” e de que “as populações se viram obrigadas a recorrer, pelos seus próprios meios, à utilização da água de abastecimento aos prédios para extinguir os fogos”.

Por isso, considerando que “gastaram nessas manobras quantidades excecionais de água da rede pública, que foi contabilizada/medida” nos respetivos contadores” e tendo em conta “os acontecimentos trágicos, anormais e aos quais ninguém ficou indiferente”, o Conselho de Administração da INOVA-EM entende que, “tratando-se de uma empresa municipal, local, é seu dever apoiar o esforço das populações no combate aos incêndios particularmente violentos deste Verão e que a melhor forma de o fazer é não lhes cobrar os custos da água que utilizaram para fazer face ao drama do fogo, incluindo as respetivas tarifas indexadas”.

Nesse sentido, estão já a ser adotados os procedimentos necessários para avaliar a quantidade usada para esse fim, designadamente através da comparação dos consumos dos meses de agosto e outubro relativamente ao consumo médio apurado nas leituras efetuadas nos doze meses anteriores ao primeiro daqueles meses em que os incêndios ocorreram. Feito o apuramento, o valor resultante da diferença entre as leituras de agosto e outubro e a referida média, bem como os valores indexados de saneamento e resíduos urbanos não serão cobrados.

Esta situação tem cariz perfeitamente excecional e depende da verificação cumulativa de vários aspetos, a começar pelo requerimento do consumidor, seguido da confirmação do local de consumo em zona afetada, segundo a indicação do Serviço Municipal de Proteção Civil, culminando com a aferição do valor dos consumo anormal medido e a aplicação do “desconto” traduzido pela diferença entre o valor efetivamente gasto no período em causa e o valor habitualmente gasto (água + tarifas indexadas), diferença essa que será creditado ao cliente na(s) fatura(s) a emitir.”

O novo Conselho de Administração da INOVA-EM, recorde-se, tomou posse em 19 de outubro último e é constituído por Idalécio Pessoa Oliveira (presidente), Nuno Miguel Pinto Laranjo e Júlio José Loureiro Oliveira.


Fonte: http://www.jornaldamealhada.com/noticias/show.aspx?idioma=pt&idcont=7242&title=inovaem-nao-vai-cobrar-valor-da-agua-usada-pelos-clientes-no-combate-aos-incend

Share/Save/Bookmark
Comentar:
Nome:
Email:
Comentários que contenham linguagem abusiva, ofensiva ou obscena serão retirados da página.
» Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
» À entidade gestora reserva-se o direito de não publicar os comentários.
 

 
Logitravel

PocaricaOnline.com
Contacte-nos
PocaricaOnline(at)gmail.com
2002 - 2009
Todos os direitos reservados.
Powered by gCMS

Level A conformance icon, 
          W3C-WAI Web Content Accessibility Guidelines 1.0 Valid CSS!

Mapa do Site
Contactos
Divulgação e Publicidade
Política de Privacidade

Twitter



Share/Save/Bookmark